Zagueiro curte o filho no treino e, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, conta que planeja fazer sua estreia na quarta rodada, contra o Macaé

A ansiedade de jogar uma partida oficial novamente é a mesma que um novato perto de sua primeira partida profissional. Sem atuar desde junho, quando rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito, o zagueiro Gustavo, de 27 anos, está em fase final de preparação física para poder, enfim, vestir a camisa do Vasco. O “Wolverine”, apelido que ganhou por causa da admiração que tem pelo personagem do filme “X-Men”, está doido para mostrar suas garras novamente.

Nesta quinta, o zagueiro, ex-Cruzeiro, viveu um dia de grande felicidade em São Januário. E não escondeu o sorriso. O seu filho, Luis Gustavo, de apenas dois anos, foi até o clube assistir ao jogo-treino em que o pai participou e não sentiu dores no joelho. Depois que a atividade acabou, os dois se divertiram no gramado. A animação é tanta que o jogador acredita que poderá jogar na quarta rodada, contra o Macaé.

Feliz com o novo desafio, Gustavo disse estar preparado para ser um dos líderes do Vasco dentro de campo. O zagueiro contou que já até recebeu uma responsabilidade extra na Colina: virou o presidente da caixinha.

Confira a entrevista completa com Gustavo:
GLOBOESPORTE.COM: Como está sua adaptação ao Rio de Janeiro e ao Vasco?

GUSTAVO: A adaptação está sendo a melhor possível. Já conhecia o Carlos Alberto, Jumar, e outros que já havia jogado contra, como o Dodô. É um grupo muito unido e todos que estão chegando estão sendo muito bem recebidos. Morar no Rio é maravilhoso, dá uma energia positiva. Estou passando esta semana com meu filho, que não reside comigo. Só está faltando agora fazer minha mudança.

Como está sua preparação física? Quando acredita que poderá estrear?

– Tive um problema de desequilíbrio muscular nas pernas. Mas nunca deixei de fazer os treinos. Era um problema que poderia me prejudicar mais para frente. Estamos fazendo um trabalho intenso e acho que na próxima semana poderei ficar à disposição. Participei normalmente do jogo-treino (dos reservas contra um time angolano). Acho que na quarta rodada já poderei estrear (contra o Macaé).

O apelido “Wolverine” já pegou em São Januário (o jogador tem uma tatuagem do personagem no braço direito)?
– Alguns torcedores já estão até me chamando assim. Está na hora do Wolverine voltar e mostrar as garras novamente (risos).

O seu filho gosta deste apelido?

– Às vezes ele quer ver a tatuagem e gosta. Ele assiste bastante desenhos animados.

Você chega ao Vasco como uma das principais contratações do time para 2010. A responsabilidade aumenta?
A responsabilidade existe, mas não preciso provar nada. Venho defendendo equipes grandes e conquistando títulos. Mas fico feliz com a confiança. Sou o presidente da caixinha também. É uma grande responsabilidade. Tenho que ficar de olho em quem chega atrasado (risos).

Os clubes do Rio se reforçaram muito no ataque. Como será enfrentar jogadores como Loco Abreu, Fred, Adriano e Vagner Love?

– Fico feliz com isso. São atacantes de alto nível e nenhum jogo será fácil. Temos que estar preparados. É o futebol brasileiro que ganha com a presença destes grandes jogadores.

Ator Hugh Jackman curte férias com a família na Cidade Maravilhosa enquanto o zagueiro trabalha duro para conquistar vaga de titular no time

O ator australiano Hugh Jackman, que interpreta o mutante Wolverine nos cinemas, está no Rio de Janeiro curtindo férias com a família. A pouco mais de 500 km dali, em Vila Velha, no Espírito Santo, um fã do personagem trabalha duro para iniciar a temporada 2010 com o pé direito. Com a arma X tatuada no braço, o zagueiro Gustavo, contratado no fim do ano passado ao Cruzeiro, quer usar o instinto guerreiro do X-Men para vencer as batalhas vascaínas.

Em um bate-papo com o GLOBOESPORTE.COM, em uma academia próxima ao hotel onde a delegação vascaína está hospedada, o zagueiro revelou como se tornou fã do personagem, de sua semelhança com o ator que interpreta Wolverine e do fato de ser considerado o galã do time no Espírito Santo.

Sobre o início da temporada, Gustavo, que pode atuar pelo lado direito ou esquerdo, afirmou que vai trabalhar para ser titular da equipe do técnico Vagner Mancini e que pretende ser um dos líderes do time ao lado de Carlos Alberto, Dodô e Fernando.

Confira a íntegra da entrevista com o zagueiro Gustavo:

GLOBOESPORTE.COM: Como surgiu essa história do Wolverine?

GUSTAVO: Aconteceu no Goiás, em 2003. Quando eu voltei da Rússia, eu tinha um cabelo maior, colocava gel e usava barba. Daí, o Grafite resolveu colocar o apelido. Mas acho que tinha a ver também com a garra demonstrada em campo. Dois anos depois, eu resolvi fazer a tatuagem. A partir daí, no Paraná, no Palmeiras e no Cruzeiro, eu ganhei um título por ano. O Wolverine era verde, passou para azul e agora é preto e branco. Depois que eu coloquei o desenho, ganhei títulos em todos os clubes que eu passei. Espero que continue assim.

O ator Hugh Jackman, que interpreta o mutante nos cinema, está no Brasil. Vê alguma semelhança com ele?

Acho que existe uma semelhança. Pelo estilo do cabelo, que hoje está um pouco menos, pela força. Estou tentando ficar forte para ficar mais parecido (risos). Existe essa semelhança com o personagem porque estou sempre querendo ajudar. Minha família também gosta dessa história. Eles ficam felizes com essa coisa do Wolverine.

Você pretende exercer a sua liderança no Vasco?

Jogador de defesa precisa estar sempre falando. Sempre fui capitão no Guarani, mas um time não se faz apenas com um líder. No Vasco, nós temos o Dodô, o Carlos Alberto. Vejo de uma forma que precisamos ajudar. Sou um cara de grupo e vejo que um grupo não é formado apenas por 11 jogadores. Pela personalidade que eu tenho, não gosto de perder nunca. É assim que um jogador marca o seu nome.

O técnico Vagner Mancini iniciou a temporada com Fernando e Gian no time titular. O que pretende fazer para ser titular?

Estou trabalhando para subir degrau por degrau. Claro que eu quero jogar. Estou fazendo um trabalho de fortalecimento para melhorar ainda mais. Sei do meu potencial, da minha qualidade. Assim que eu tiver uma chance, eu tenho que estar 100%. Estou fazendo um trabalho importante para o ano todo.

As meninas em Vila Velha têm dito que você é o jogador mais bonito do elenco? O que acha disso?

Tenho um fã clube em São Paulo e outro em Belo Horizonte. O que o futebol te proporciona muitas coisas especiais e você não pode perder a humildade. Isso tudo é construído nos jogos, com boas atuações. É uma sensação boa. Ser considerado bonito em um meio que tem muita gente feia (risos), eu fico feliz por isso. Mas é preciso cuidar da imagem.

Alguém já comentou com você sobre a sua semelhança com o Leandro Amaral?

O Adão (roupeiro) falou que eu era parecido com o Leandro Amaral. Curiosamente, o mesmo médico que cuidou dele em São Paulo me operou meses depois. Ele é um grande jogador, tem uma grande passagem pelo Vasco e fazia muitos gols. Alguns torcedores comentam essa situação, mas eu não faço tantos gols como ele.

Quem é o mais bonito?

Claro que sou eu o mais bonito.

O zagueiro Gustavo, ex-Cruzeiro, foi apresentado nesta quinta-feira como reforço do time para a temporada de 2010. O jogador, de 27 anos, espera conquistar espaço no grupo. Sem jogar desde junho, quando rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito em uma disputa de bola durante o primeiro tempo do jogo contra o Palmeiras, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, ele está animado com a oportunidade que vai ter na Colina.

– Tem que ter respeito e união no grupo. O projeto do Vasco é muito interessante. Essa mistura de experiência e juventude. Venho para somar. Jogar no Vasco representa muito para a minha carreira. Vai ser um ano de muitas vitórias para o Vasco – disse.

Gustavo foi revelado pelo Guarani, equipe em que atuou de 1999 a 2002. O jogador também jogou no Levski Sofia, da Bulgária (2002), no Dínamo de Moscou (2003 e 2004), no Goiás, na Ponte Preta, no CRB e no Paraná, clube que defendeu no Brasileiro 2006, sob o comando de Caio Júnior. O jogador foi contratado ano passado pelo Palmeiras e atuou em 80 jogos, marcando quatro gols. Gustavo recebeu uma proposta e resolveu se transferir para o Cruzeiro no início da temporada. Mas teve poucas oportunidades no clube mineiro por causa da lesão no joelho. Foram apenas nove jogos pela Raposa.

– Acompanhei a campanha do Vasco, o torcedor sempre lotando os estádios. O lugar do Vasco é a Primeira Divisão. E a diretoria fez um trabalho sério para o time voltar. E vamos fazer um trabalho sério e espero que 2010 seja um ano de muitas vitórias.

O zagueiro espera que o Vasco volte a conquista o título carioca, algo que não acontece há sete anos.

– O Vasco desde 2003 não ganha um campeonato estadual. E temos que começar com o pé direito. Vamos tentar o título carioca e depois o da Copa do Brasil. Todos estão com o mesmo objetivo. Tenho certeza de que o Vasco vai ser muito forte e o torcedor precisa estar do nosso lado. E tenho certeza de que será um ano muito positivo.

Fonte:Globoesporte

Zagueiro Gustavo confirma acordo com Vasco e saídas de companheiros

O goleiro Andrey, o zagueiro Gustavo e os laterais Jancarlos e Athirson já deram adeus ao Cruzeiro. O quarteto se despediu do restante do grupo na semana passada, antes da viagem para Santos, e está fora dos planos de Adílson Batista para 2010.

Os contratos de todos vencem no dia 31 e não serão renovados.

Em entrevista ao Superesportes nesta quarta-feira, o zagueiro Gustavo confirmou o acerto com o Vasco e revelou que os demais companheiros já tinham sido avisados de que não continuariam.

”O Andrey, o Jancarlos e o Athirson não ficam mesmo, eles já foram avisados pela diretoria. O meu caso já estava resolvido e eu só não quis me pronunciar em respeito ao Cruzeiro, por questão de ética. Vou para o Vasco, me apresento nesta quinta-feira e vou dar sequência à minha carreira lá”, disse.

Uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, sofrida em julho, na partida contra o Palmeiras, atrapalhou bastante a trajetória de Gustavo no Cruzeiro. Apesar disso, o zagueiro diz ter deixado as portas abertas. “Infelizmente não pude contribuir muito em campo, mas fico agradecido, honrado por passar uma temporada no Cruzeiro. A expectativa era maior, mas tive a contusão. De qualquer forma, foi válido ter jogado no clube e deixo portas abertas aqui também”.

Gustavo fez sete jogos no Mineiro e dois no Brasileirão.

Outros casos

Athirson também ficou marcado pelas contusões no Cruzeiro. Em maio, ele teve uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito. Em agosto, o lateral sofreu uma forte torção no tornozelo esquerdo. Já no fim da temporada, Athirson voltou ao departamento médico por conta de um estiramento muscular na coxa esquerda.

O lateral fez 16 partidas, 11 delas pelo Campeonato Brasileiro.

Dos dispensados, Jancarlos foi o mais aproveitado: 36 partidas. No primeiro semestre, o lateral se revezou com Jonathan e chegou a ter mais jogos. Foram três participações em amistosos, 14 no Estadual, oito na Copa Libertadores e 11 no Campeonato Brasileiro.

Com a chegada de Patric, contratado por empréstimo junto ao Benfica, Jancarlos perdeu espaço no banco e sequer vinha sendo relacionado.

Por fim, Andrey encerrou a sua passagem no Cruzeiro com 12 jogos, três em 2008 e nove em 2009. Com a saída dele, Adílson abre espaço para Rafael, revelado no clube, ser o reserva imediato de Fábio.

A negociar

Os demais jogadores com contrato a vencer em 31 de dezembro são os zagueiros Leo Fortunato e Cláudio Caçapa. Segundo Gustavo, ambos devem permanecer na Toca.

Já o atacante Soares, cujo vínculo também terminaria no fim do mês, terá o contrato renovado até o fim do tratamento no tornozelo direito. Ele sofreu fratura no local na partida contra o Grêmio, no dia 14 de novembro. (UAI)

Zagueiro chega a São Januário por empréstimo de um ano

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

De volta à Primeira Divisão após a conquista da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco começa a correr atrás de reforços para a próxima temporada. Nesta terça-feira, o clube acertou o empréstimo do zagueiro Gustavo, que estava no Cruzeiro. Segundo o agente Frederico Pena, representante da empresa e que está conduzindo as negociações, faltam apenas detalhes para a assinatura do contrato.

– Está tudo encaminhado para o Gustavo ser apresentado como reforço do Vasco para o ano que vem. Já tivemos algumas conversas com o Rodrigo Caetano e faltam apenas alguns detalhes para confirmarmos a negociação. O compromisso deverá ser de um ano, e o jogador está animado para jogar no Vasco. Acredito que até a próxima semana tudo estará definido – diz, através da assessoria de imprensa do jogador.

O zagueiro de 27 anos foi campeão mineiro este ano pelo Cruzeiro, fez parte da zaga menos vazada campeã paulista pelo Palmeiras, em 2008, e foi campeão paranaense em 2006 pelo Paraná.

Zagueiro negocia a sua ida para São Januário e está à espera do término do Campeonato Brasileiro para definir a sua situação com a Raposa

Márcio Iannacca Rio de Janeiro

Pretendido pelo Vasco no início de 2009, o zagueiro Gustavo preferiu defender o Cruzeiro na Primeira Divisão. Porém, em 2010, o seu destino deve ser mesmo São Januário. O jogador está negociando a sua ida para o clube da Colina e vai definir a sua situação assim que a última rodada da Série A for disputada, no próximo dia 6.

Emprestado ao Cruzeiro pela Traffic, Gustavo vai ficar sem contrato com a Raposa no fim da temporada e pretende acertar o seu futuro antes de sair de férias. Mesmo sem a definição do novo treinador, a diretoria do Vasco deve concretizar a contratação do zagueiro até o fim do ano.

Animado com a possibilidade de atuar no Rio de Janeiro, o jogador não vê problema algum em defender o Vasco na próxima temporada.

– O que eu fiquei sabendo do interesse do Vasco foi através da imprensa. Tenho contrato de empréstimo com o Cruzeiro até o fim do ano e meus direitos são da Traffic. Preciso saber o que eles pensam em relação ao meu futuro. Mas é claro que todo jogador fica envaidecido em ver seu nome vinculado a um clube de massa como o Vasco e comigo não é diferente – disse Gustavo.

Após o término da Série B, os jogadores saíram de férias e retornam aos trabalhos no dia 4 de janeiro. A delegação segue para Vila Velha, no Espírito Santo, no dia seguinte e fica no local até o dia 15.

O zagueiro Gustavo retornou aos gramados na tarde desta terça feira, em um coletivo do time profissional contra os juniores. O defensor vem se recuperando de forma acelerada de uma cirurgia para reconstituir o ligamento cruzado anterior do joelho direito, rompido na partida contra o Palmeiras, no dia 14 de junho, no turno do Campeonato Brasileiro.

Depois de cinco meses de inatividade, o jogador treinou por 30 minutos, reforçando o time sub-20 celeste. A previsão inicial dos médicos era que o jogador só voltaria a atuar seis ou oito meses após a contusão.

Gustavo agradeceu aos membros da comissão física e os médicos do Clube, que foram fundamentais na recuperação. O jogador acredita que estará preparado para realizar a pré-temporada em janeiro de 2010.

“Fico feliz que a comissão técnica que deu a oportunidade para voltar aos gramados. Foi uma recuperação muito rápida em cinco meses. Os médicos também estão de parabéns. Mas teve muito sacrifício e dedicação. Fazer aquilo que a gente gosta é muito gratificante. Agora, espero evoluir nas partes física e técnica para voltar a jogar”, disse.

O preparador físico do Cruzeiro José Mário Campeiz recordou que Gustavo foi liberado pelo departamento médico do Cruzeiro para realizar atividades físicas há um mês e meio. José Mário Campeiz acredita que, com os coletivos, o defensor conseguirá readquirir a melhor forma e só então ganhar condição de jogo.

“Fisicamente o Gustavo está muito bem. A preocupação nossa é com os aspectos técnico e tático, que dão um ritmo maior. As movimentações são diferentes do que ele realiza na parte física. Toda vez que ele tem a confrontação com um adversário, algumas capacidades são exigidas, como giros de corpo e movimentações mais intensas”, explicou.

Fonte:Cruzeiro