fevereiro 2009


sem-titulo-61

O Cruzeiro terá dois desfalques para o próximo compromisso pelo Campeonato Mineiro. O zagueiro Léo Fortunato recebeu o terceiro cartão amarelo e o volante Fabrício foi expulso no empate por 2 x 2 contra o Uberaba, no último sábado. Com isso, ambos ficam de fora do confronto contra o Ituiutaba, domingo às 16h no Mineirão.

Para compor o setor defensivo, Adilson Batista tem à sua disposição quatro atletas. Anderson, Gustavo, Leonardo Silva e Thiago Heleno são as opções para formar a dupla de zaga, caso o sistema 4-4-2 seja mantido. Na última partida pelo Estadual, o comandante estrelado escalou três defensores pela primeira vez no ano.

“Eu vim para cá para ajudar o Cruzeiro. Meu propósito é o de vencer aqui dentro e fazer o melhor. Se eu tiver mais uma oportunidade de atuar, espero fazer meu melhor. No jogo você pega ritmo de jogo e assim pode desenvolver seu melhor futebol”, disse Gustavo, um dos pleiteantes a compor a zaga titular no domingo.

O defensor chegou ao Clube no início da temporada após disputar o último Brasileiro pelo Palmeiras e confia na qualidade do elenco para que o time suporte a disputa do Campeonato Mineiro e da Copa Santander Libertadores simultaneamente.

“Estamos em duas competições difíceis. Nosso objetivo é ser campeão Mineiro e também da Libertadores, um campeonato que todo mundo sonha ganhar e temos elenco para buscar esses dois objetivos. A expectativa é sempre grande de atuar e espero corresponder”, completou.

Já no meio-campo, o desfalque fica por conta do capitão Fabrício, expulso no jogo contra o Uberaba. Elicarlos e Henrique são os candidatos e devem brigar pela camisa 5 no domingo. Ambos atuaram na posição este ano, enquanto o titular se recuperava de uma cirurgia para o tratamento de uma hérnia inguinal do lado esquerdo do abdômen.

kj

Uma das grandes bênçãos da vida é a experiência que os anos vividos nos concedem.
Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar os nossos dias.
Hoje, mais um a janela se abre diante de seus olhos, mais um espinho foi retirado da flor, restando apenas a beleza de tão bela data.
Os sintomas da felicidade se traduzem do otimismo, na fé, na esperança tenho empenho por se ser melhor a cada dia.
Continue firme pelos caminhos da virilidade e suas verdades.
Continue trilhando pelos vales da vida, pois um dia encontrarás o mais belo jardim, o jardim que representará a realização de seus maiores sonhos.
Que Deus te ilumine, todos os dias de sua vida.
Feliz Aniversário!

Zagueiro, ex-Palmeiras, participou da goleada de 5 a 0 sobre o Guarani uma semana após sua apresentação

Uma semana após ser apresentado como reforço do Cruzeiro, o zagueiro Gustavo fez na última quinta-feira sua estréia sem-titulo-73pelo clube, na goleada por 5 a 0 sobre o Guarani, no Mineirão. Satisfeito por ter a oportunidade de jogar, mesmo com pouco tempo no clube, Gustavo comemorou a vitória e a boa atuação da equipe. Seu objetivo agora é continuar tendo oportunidades para brigar pela vaga de titular.

– Para uma estréia, fiquei satisfeito. Estou a apenas uma semana no clube, mas já me sinto em casa, pela excelente recepção que tive dos companheiros e da torcida. O entrosamento e o ritmo de jogo ainda vão melhorar um pouco, mas não senti dificuldades de adaptação. A vitória foi importante para o time e uma goleada antes do clássico contra o maior rival sempre dá mais moral à equipe. A briga pela vaga é sadia e todos se respeitam muito. Mas espero continuar tendo oportunidades para mostrar meu trabalho e lutar por uma posição no time titular – disse Gustavo.

GLOBOESPORTE.COM Belo Horizonte

Da Toca II

Álvaro Castro

A tarde desta quinta-feira foi de treino tático na Toca da Raposa II. O técnico Adilson Batista comandou o primeiro 4314mtrabalho com o intuito de definir a equipe que enfrenta o Villa Nova, no domingo, às 17h, no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima. A novidade foi a presença do zagueiro Gustavo, apresentado nesta terça-feira como reforço.

O trabalho foi baseado nas características já observadas do adversário. O comandante celeste montou duas equipes e fez várias mudanças em ambos os times durante o treino. Em boa forma, Gustavo não teve dificuldade para acompanhar o ritmo dos colegas.

“Eu já vinha treinando no Palmeiras, onde tinha feito a pré-temporada. Estou adaptado, bastante feliz e motivado. Já vinha fazendo treinos físicos, técnicos e hoje (quinta-feira) trabalhei a parte tática, junto com todo o grupo”, disse.

Mesmo tendo chegado há apenas três dias ao Clube, o defensor já começou a compreender os métodos de Adilson Batista. Gustavo espera se entrosar com o elenco para estar à disposição para entrar em campo o mais brevemente possível.

“Já deu para ter a noção de como o Adilson (Batista) gosta de trabalhar, posicionar a equipe dentro de campo. Estou me adaptando o mais rapidamente possível no dia-a-dia para fazer o meu melhor, buscar o entrosamento com os novos companheiros para, assim que estiver à disposição, entrar e ajudar”, completou.

Paralelamente à atividade no campo 1, os atletas que ficaram fora do treino tático treinaram em separado, com o observador técnico Paulão e o auxiliar técnico Ivair Júnior. Foram trabalhados o toque de bola e a finalização, primordialmente.

Após o término do treino tático, as atenções foram voltadas para as bolas alçadas na área, tanto em escanteio como em faltas laterais. Para completar, foi feito um trabalho de finalização para os atacantes.

O atacante Kléber e o lateral-direito Diego Renan fizeram corrida em volta do gramado com o preparador Francisco Ferreira.

sem-titulo-101

Da Toca II

Álvaro Castro

O Cruzeiro vai a campo no domingo enfrentar o Villa Nova, em Nova Lima, defendendo uma escrita de 10 anos sem perder para o tradicional adversário. A última derrota da Raposa foi em 28 de fevereiro de 1999, por 2 x 0, pela Copa dos Campeões Mineiros. De lá para cá foram 13 jogos, seis vitórias azuis e mais sete empates.

O primeiro confronto entre as equipes aconteceu em 18 de setembro de 1921, empate por 1 x 1 válido pela Taça de Nova Lima. Nani marcou para o Cruzeiro e Nem para o Villa Nova.

Na longa história do confronto foram 227 partidas disputadas. O Cruzeiro venceu em 111 oportunidades com mais 71 empates e 45 vitórias da equipe do interior. O time estrelado marcou 426 gols e a equipe da Região Metropolitana, 280.

Em partidas válidas pelo Campeonato Mineiro, a supremacia do Cruzeiro é grande. Em 160 encontros entre, são 86 vitórias estreladas, 50 empates e 24 triunfos da equipe de Nova Lima. O ataque cruzeirense marcou 299 gols, contra 168 do adversário.

O confronto entre as duas equipes traz consigo o recorde de público do futebol Mineiro. A segunda partida da final do Estadual de 1997, levou 132.834 torcedores ao Mineirão, sendo que 74.857 pagaram ingressos e 52.950 mulheres e crianças tiveram acesso gratuito ao Gigante da Pampulha.

A partida terminou com vitória do Cruzeiro por 1 x 0, gol de Marcelo Ramos, e título de campeão para o time estrelado. Na primeira partida da decisão, vitória do Villa Nova por 2 x 1 no Castor Cifuentes em Nova Lima.

Confira a ficha da partida

CRUZEIRO 1 X 0 VILLA NOVA

Motivo: Final do Campeonato Mineiro
Data: 22/06/1997
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 74.857 pagantes e 132.834 presentes
Renda: R$ 664.087,50
Árbitro: Marco Antônio Cunha
Auxiliares: José Eugênio e Marco Antônio Martins
Gol: Marcelo Ramos aos 10min do primeiro tempo

Cruzeiro
Dida; Vítor, Célio Lúcio, Gottardo e Nonato; Fabinho, Ricardinho, Cleison e Palhinha (Da Silva); Marcelo Ramos (Alex Mineiro) e Elivelton (Donizete Amorim)
Técnico: Paulo Autuori

Villa Nova
Cláudio; Wilson, Eleomar, Cláudio e Roberto; Vander, Jean, Alemão e Joça (Adão); Kao Baiano (Paulo César) e Milton
Técnico: Brandãozinho

Gustavo elogia estrutura da Toca da Raposa

Ex-zagueiro do Palmeiras afirma que a concorrência na defesa do Cruzeiro será boa
O Cruzeiro apresentou ontem o oitavo reforço para 2008. O zagueiro Gustavo, que disputou a temporada passada sem-titulo-112pelo Palmeiras, concedeu entrevista coletiva na Toca da Raposa e se juntou ao elenco comandado por Adilson Batista. O atleta mostrou-se satisfeito com a possibilidade de defender as cores do clube em 2009. Gustavo foi cedido por um ano pela investidora Traffic Sports, dona dos direitos econômicos do atleta. Em caso de transferência ao final do acordo, o Cruzeiro ficaria com 20% do valor acertado. “Eu tinha mais um ano de contrato com o Palmeiras. Mas quando você tem uma um clube de tradição como o Cruzeiro, com a estrutura que tem, não tem nem como pensar. Estou muito feliz pelo acerto. Quando o pessoal me passou sobre o convite, não pensei em outra coisa. Disputar a Libertadores é o grande sonho de todo jogador”, afirmou. O jogador terá uma forte concorrência pela frente.

Adilson Batista tem como opções para o setor defensivo Thiago Heleno e Léo Fortunato, remanescentes de 2008, além de Leonardo Silva e Anderson, contratados este ano. “Tenho certeza que (Heleno e Fortunato) são grandes zagueiros, por isso o Cruzeiro continuou com eles. Os que chegaram, tanto Leonardo Silva como Anderson, são também jogadores muito experientes, de muita qualidade. Eu venho para somar, a busca por posição vai ser muito sadia e tenho certeza que o melhor vai ser escolhido e vai fazer de tudo para ajudar o Cruzeiro”, afirmou. Gustavo disse que já está em condições físicas de estrear.

4293m

Da Toca II

João Marcos Dias

O zagueiro Gustavo chegou nesta segunda-feira a Belo Horizonte para fazer os exames médicos antes de assinar contrato de um ano com o Cruzeiro. Se tudo correr como o esperado, ele será apresentado na terça-feira. O jogador veio cedido pela investidora Traffic Sports por uma temporada e o Clube ficará com 20% de uma eventual transferência.

Após fazer avaliação ortopédica com o médico Sérgio Freire Júnior, o zagueiro e conversou com o Site Oficial sobre a chegada ao novo Clube. Gustavo já se mostrou bastante à vontade no novo ambiente de trabalho.

“Estou encantado e muito feliz pelo acerto. Espero passar essa temporada de 2009 com muito sucesso e conquistas. Estou impressionado com a estrutura do Cruzeiro e estou sendo muito bem acolhido por todos. Espero fazer um bom trabalho com os companheiros e a comissão técnica em busca de conquistas”, afirmou o defensor.

A segunda-feira foi de folga para o elenco e Gustavo ainda não teve contato com os novos colegas. Mas ele já sabe que terá um companheiro com quem até pouco tempo atrás defendia as cores do Palmeiras, o atacante Kléber. Além dele, o zagueiro só conhece os atletas celestes como adversários.

“Fiquei feliz que deu tudo certo de o Kléber vir para cá. Fomos campeões Paulistas juntos e jogamos a Libertadores também. Joguei contra vários, o Fábio, o Wellington Paulista, o Wagner, o Leonardo Silva, que estava no Palmeiras. O Cruzeiro tem muitos jogadores de qualidade e espero chegar para fazer um bom trabalho”, comentou.

O defensor assume a vitalidade como sua principal característica em campo e quer ganhar a confiança da torcida celeste com o jogo de quem não acredita em bola perdida.

“A torcida do Palmeiras se identificou muito comigo pela minha garra, minha determinação e isso não vai faltar aqui no Cruzeiro. Vou mostrar raça e a vontade de vencer, levo cada jogo como se fosse o último, uma final de campeonato. Espero me entregar aqui e buscar as conquistas da Libertadores, do Campeonato Mineiro e do Brasileiro”, destacou.

Antes de Gustavo, o Cruzeiro já havia contratado os defensores Leonardo Silva, que disputou o Torneio de Verão, e Anderson, apresentado na última quarta-feira. Completam o elenco de zagueiros celestes Thiago Heleno e Léo Fortunato, remanescentes de 2008.

Gustavo começou a carreira no Guarani-SP, e passou por clubes como Levski Sofia-BUL, Dínamo de Moscou e Paraná Clube antes de chegar ao Palmeiras, em 2007. Ele conquistou o Campeonato Paulista 2008 e participou da campanha da quinta colocação no Campeonato Brasileiro, que colocou o time paulista na Copa Santander Libertadores 2009.

Próxima Página »